.: TRADUZIR O BLOG PARA :.
.....
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
.

Seguidores

21 de set de 2013

Pastor da igreja Assembleia de Deus vai ao Rock in Rio evangelizar metaleiros contra o “rock do diabo”

 

“Toma a palavra de Deus para dar uma meditada”. É com essa frase que o pastor José Roberto Barbosa, da igreja Assembleia de Deus, aborda o público do Rock in Rio enquanto entrega panfletos com o logo do Rock in Rio 2013 e os dizeres: “Jesus Cristo, a melodia do meu coração”.

Barbosa saiu de Maceió, acompanhado de mais dois missionários, para realizar o trabalho de evangelizar durante o festival de música no Rio de Janeiro. Os missionários, segundo explicou Barbosa, chegaram ao rio na noite dessa quarta-feira para trabalhar nos próximos quatro dias de encerramento do Rock in Rio. A ação dos missionários alagoanos acontecerá exatamente no período do evento dedicado aos fãs do heavy metal. Nesta quinta-feira (19), por exemplo, as principais atrações são Metallica, Alice in Chains e Sepultura.

- Viemos exclusivamente para isso, sou eu e mais dois missionários, alugamos um apartamento aqui perto, e estamos nessa missão – detalha o pastor, que afirma ter confeccionado 30 mil panfletos para distribuir durante o evento.

Em entrevista ao Terra, o pastor explicou que seu objetivo é mostrar às pessoas que “Jesus Cristo preenche o vazio dos homens”. Ele comentou também sobre sua oposição às músicas tocadas no evento, ressaltando que o problema não é o ritmo, mas sim as letras e mensagens transmitidas pelas canções.

- Na minha igreja tem todos os instrumentos: bateria, guitarra, tem tudo. O problema está nas letras, que não podem ser direcionadas para algo negativo. A letra da música não pode falar do diabo, da escuridão, incitar as drogas ou a violência – explicou o pastor, que afirma não estar sofrendo rejeição ao entregar os panfletos aos “metaleiros” que chegavam à Cidade do Rock.

- A receptividade é boa, o índice de rejeição é de apenas 20% – garantiu.

- É um direito dele, né, não estou aqui para ser catequizado, de qualquer forma, vim para ver o Metallica. Ponto – comentou o estudante mineiro Joacir Santos ao pegar o panfleto.

- Vou pensar se vou dar uma lida nisso aqui – completou o jovem.

Já ao UOL o missionário revelou que  já passou “por uma fase roqueira e tentei preencher de várias maneiras. Mas o rock não me preencheu. Hoje é dia de rock pesado, mas sinto que o pessoal com quem falei é otimista”, comentou ele.

Barbosa afirmou que sua proposta é para ajudar a “preencher o vazio nos corações dos roqueiros”, mas ressaltou que quem “sou um agente, quem converte é Jesus”.

Por Dan Martins e Renato Cavallera, para o Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário