.: TRADUZIR O BLOG PARA :.
.....
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
.

Seguidores

10 de set de 2013

Morreu Champignon, ex-integrante do Charlie Brown Jr. Nas redes sociais, artistas pedem que Deus console a família

 

O músico Luiz Carlos Leão Duarte Junior, conhecido como Champignon, faleceu na madrugada desta segunda-feira, 09 de setembro. O ex-integrante da banda Charlie Brown Jr. foi encontrado pela esposa Claudia Campos com um tiro no rosto, em seu apartamento em São Paulo.

A morte de Champignon acontece seis meses após a morte de Chorão, vocalista do Charlie Brown Jr. e amigo de infância do músico. As suspeitas da Polícia é que ele tenha se suicidado.

A esposa de Champignon está grávida de cinco meses, e contou com a ajuda de um vizinho para chamar a Polícia e ser socorrida, pois entrou em estado de choque com a morte do marido, segundo informações dos principais portais de notícia.

Entre os diversos artistas que se manifestaram com pesar pela morte do músico, alguns deles pediram oração pela família. A apresentadora Monique Evans, evangélica, lamentou a morte de Champignon: “Perdi o sono no meio da noite, e soube de mais uma batalha perdida!! Mais um artista, homem, filho, marido e futuro pai se foi! #RIPChampignon. Imagino o coração dessa mulher grávida, e desses amigos que já estavam tão abalados!!Orem e peçam a Deus que alivie a dor dessa família!”, publicou.

A também apresentadora Sônia Abrão, prima de Chorão, prestou suas condolências: “Adeus, Champ… teu amigo Chorão vai te amparar lá no céu!”.

O ator Gustavo Leão lamentou a morte e desejou que a família seja consolada: “Difícil acordar, mais uma vez às 6 da manhã, e saber que mais um dos seus ídolos da adolescência se foi. Um gênio musicalmente falando, mais uma grande perda, para nós, fãs do Charlie Brown Jr., e fã do seu talento. Descanse em paz Champ… Que Deus consiga com o tempo confortar o coração dos seus familiares! #RIPCHAMPIGNON”.

O cantor André Marinho seguiu a mesma linha: “Infelizmente ele perdeu a fé também. O moleque era maneiro. Peço a Deus que conforte o coração da Família e dos amigos”, escreveu. Eduardo Costa, também cantor, manifestou pesar: “Eu nãoo conhecia o #champignon, mas como ser humano jamais ficaria feliz com a morte de qualquer pessoa. Que Deus dê forças a família!”.

O pagodeiro Péricles, ex-integrante do grupo Exaltasamba, publicou uma reflexão sobre a morte do colega de profissão: “Infelizmente, a música perde mais um grande guerreiro pra depressão. Acordei agora com essa notícia e não tenho palavras pra demonstrar minha tristeza em perder esse amigo. Que Deus conforte a sua alma e cuide da família e de todos os que o amavam”, disse. Outro pagodeiro, Dudu Nobre, também manifestou carinho pelo contrabaixista: “Chego em casa agora do show e vejo essa notícia. Vai na fé, Champ. Que Deus conforte a família e os amigos”.

O roqueiro Lobão foi mais econômico com as palavras: “Champignon morreu, meu Deus. Que absurdo. Que coisa mais triste”.

Alguns internautas passaram a fazer piadas com a morte do músico, o que irritou boa parte dos colegas de profissão. O músico Léo Jaime criticou aqueles que se dispuseram a ignorar a dor da perda da família e fazer comentários em tom de zombaria: “Estivemos juntos no último capítulo de Malhação. Ele tentava se reerguer da perda do parceiro. Trollado por muitos. Valeu, Champignon. Obrigado pelas belas canções. Isto é o que vai ficar. Um aviso a geral: não existe prêmio para quem julga os outros mais rápido. Defina hipocrisia. Lamentar a morte de conhecidos é hipocrisia? Por quê? Deveríamos lamentar a morte dos desconhecidos? Como? Outro aviso: não existe concurso para ver quem é o maior ***** das redes sociais. Burrice é a única coisa infinita do universo”.

O baterista Renato Pelado, ex companheiro de Charlie Brown Jr. e hoje evangélico convertido na Igreja Bola de Neve de São Paulo, afirmou que ”lamento muito a morte dele, pois sei que era uma pessoa boa e que foi, além de um grande amigo, um ótimo músico. Não sei o que aconteceu, nem gostaria de comentar sobre o ocorrido, mas posso falar dele, pois sei que tinha um bom coração. Infelizmente sucesso, dinheiro e fama, sem Deus em nossas vidas, não são nada”, resume.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário