.: TRADUZIR O BLOG PARA :.
.....
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
.

Seguidores

13 de jan de 2012

Pr. Samuel Câmara e Pr. Luís Selari - Agora eu vou falar!

 

Nada pessoal gente!

Minha opinião é baseada em fatos amplamente divulgados pela mídia, imprensa escrita e virtual, o que aconteceu e comento aqui, assim como nos blogs por onde comentei são do conhecimento geral de quem procura estar informado.

Ambos são homens que segundo os que os defendem ou apoiam se preferirem, capazes de uma boa administração, fato é que tanto um quanto outro depende de Deus para executar um bom trabalho espiritual, uma administração financeira um bom empresário o faz, no entanto, para um bom crescimento espiritual os dois precisam de Deus através de sua Graça em Jesus Cristo para serem capacitados por Deus para tal obra, uma coisa é certa; como sempre na história do povo de Deus, este terá o líder que merece!

Ou o que o povo queira como no caso do primeiro Rei de Israel Saul, onde ninguém se preocupou em consultar ao Senhor e deixaram-se levar pelas aparências.

Deus permitir não quer dizer que seja sua vontade, para isso há o livre arbítrio e tanto Deus quanto o diabo o respeitam, o que também não anula a soberania de Deus, embora muitas cabecinhas quando se trata de tais assuntos convergirem não entender nenhuma coisa nem outra!

Mas como assembleiano, e principalmente como cristão estou envergonhado com o que ocorre nos bastidores e acaba vindo a público, com veículos poderosos como a internet, é lamentável ameaças, denúncias, liminar, força policial, e o que é pior envolver Deus no meio, através de afirmações de que “Deus deu a vitória, cumpriu-se a vontade de Deus” é uma pouca vergonha para a uma Igreja que professa sua fé no Senhor Jesus Cristo!

Imaginem só quantas profetadas e revelamentos não surgiram nos bastidores dessa história, ora dando a “vitória” a um ora a outro.

Pego emprestado parte de um texto meu de uma antiga postagem por ocasião das eleições da CGADB, essa aliás outra vergonha...

Repudio isso tudo baseado nos evangelhos consciente de que o Senhor Jesus Cristo repudia também!
É lamentável que homens tidos como idôneos representantes de Deus perante a igreja e porque não também, aos que não fazem parte dela; com títulos de “líderes-pastores” mancomunarem com as trevas, expondo tanta imundícia a público se tornando assunto principal em rodas de murmuradores, e expectadores das trevas ansiosos por algo dessa natureza!
Repudio como usam a Palavra de Deus para anexar “Deus” aos seus interesses, e a desprezam enquanto verdade bíblica!
Repudio tais que, servem o próprio ventre em nome de um “Deus que faz”!

E desprezam o Deus que é!

Repudio aqueles que assim que surgiram os nomes dos Prs. Luís Selari e Samuel Câmara, imediatamente decidiram em quem votar, sem ao menos cinco minutos de oração para buscar saber em quem votar!

Se é que deveria ser um dos dois, com tantos pastores por lá, o mais sensato para amenizar o escândalo, seria por outra pessoa!

Porém embora possam dizer o contrário esse incidente pôs lama na moral da igreja e no bom Nome de Jesus.

Pergunto:

Foi feita a vontade de Deus?

Ou será que como em muitos comentários dos felizes com a decisão que li no Blog Point Rhema entre outros, fez-se a vontade da igreja?

É a voz do povo a voz de Deus?

Israel pediu o bezerro de ouro, pediu Saul, pediu Barrabás entre tantos outros exemplos...

Foi uma decisão tomada com clamor e lágrimas e não interesses ou opinião particulares?

Repudio aos que hipocritamente nas eleições seculares pedem para que se ore antes de escolher o candidato a governar o município ou a nação, e na eleição de Líder espiritual fazem suas próprias escolhas!

Oremos para que a unidade em Cristo prevaleça nessa diversidade de opiniões.
Clamemos a Deus por um avivamento em Cristo e não por Cristo.
Oremos pela Igreja de Cristo e não pela “Nossa Igreja”!
Cristão, Pentecostal até os ossos, eleito em Deus para ser parte de um povo santo!

Fonte:  Moises Godoi

Nenhum comentário:

Postar um comentário