.: TRADUZIR O BLOG PARA :.
.....
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
.

Seguidores

6 de set de 2013

Pastor evangélico desmascara bandido que tentava aplicar golpe do falso sequestro

Um pastor evangélico da cidade mineira de Varginha desmascarou a tentativa de um criminoso de aplicar o golpe do falso sequestro, e gravou a conversa para alertar outras vítimas em potencial. O pastor Marcos Fernando recebeu a ligação de um homem afirmando ter sequestrado sua filha e, ao perceber se tratar de um golpe “deu corda” ao bandido para ver até onde a conversa chegaria.

- Deu para perceber que era um falso sequestro porque a minha filha estava em casa, mas imaginei que poderia ser uma brincadeira de mau gosto. Quando eu prolonguei a conversa, vi que era algo mais sério e aí tive o instinto de apertar o “REC” do celular e gravar a conversa – contou o pastor, em entrevista concedida à EPTV.

Na conversa, o bandido tenta extorquir R$ 10 mil do pastor, pedindo para que ele faça um depósito bancário do valor para libertar sua filha. Ao fim da ligação, o pastor frustra o bandido, afirmando só ter deixado a conversa se estender para mostrar que “nem todo mundo é otário”.

- Eu não vou fazer depósito nenhum. Eu só dei corda porque nem todo mundo é otário – disse ele ao criminoso ao final da ligação.

Segundo o pastor, sua intenção inicial era enviar a gravação à polícia, mas que desistiu de fazer isso porque não acreditou que o caso fosse levado à frente. Porém, ele afirma que decidiu apenas enviar a conversa à imprensa, para alertar outras famílias.

- Tinha o desejo de passar isso para as autoridades, para tomarem uma providência, mas entendendo que essas autoridades têm outras preocupações mais importantes, eu sabia que isso não seria levado à frente. Mas sei que divulgando, serve de alerta às outras famílias.

Veja a transcrição da conversa:

Voz de mulher: “Pai”
Vítima: “Oi minha filha, onde você tá?”
Criminoso: “Você que é o pai doutor?”
Vítima: “O que que tá acontecendo meu amigo?”
Criminoso: “É assalto meu camarada!”
Vítima: “Solta a minha filha, que negócio é este?”
Criminoso: “Pra mim soltar a sua filha, eu queria uma pequena recompensa financeira em dinheiro de R$ 10 mil. Quanto você tem?”
Vítima: “Rapaz, eu acho que devo ter, sei lá, uns quatro, quatro e pouco”
Criminoso: Não quero machucar ninguém, não quero fazer nenhum mal a ninguém. Eu só quero o dinheiro e soltar ela. E você vai anotar uma conta e vai jogar na conta do meu advogado, entendeu?”
Vítima: “Calma aí, calma aí. Vou arrumar uma caneta. Por favor não faz nada com ela não”.
Criminoso: “Faz o depósito pra mim lá”
Neste momento, em outra ligação, a vítima simula estar no banco:
Vítima: “Tem umas cinco pessoas na fila”
Criminoso: “Cinco? Tá bom”
Vítima: “É o seguinte. Eu não vou fazer depósito nenhum. Eu só dei corda, porque nem todo mundo é otário!”

Por Dan Martins, para o Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário