.: TRADUZIR O BLOG PARA :.
.....
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
.

Seguidores

24 de set de 2013

Pastor evangélico com 172 tatuagens do Iron Maiden vai ao show da banda no Rock in Rio e testemunha conversão

 

 

O Rock in Rio terminou sua edição 2013 com dois pastores protagonizando cenas opostas. Enquanto o assembleiano José Roberto Barbosa foi ao evento para evangelizar os fãs da música pesada e sugerir que abandonassem o “rock do diabo”, Marcos Motolo foi destaque por, além de ser pastor, deter o recorde do Guinness Book de tatuagens relacionadas à banda Iron Maiden.

Marcos Motolo é fã dos músicos ingleses, acumula 172 tatuagens da banda, e foi personagem do documentário Flight 666, filme oficial da banda feito em 2009. ”Ouvi Iron Maiden pela primeira vez aos sete anos, com a música ‘Remember Tomorrow’. O primeiro disco que vi foi o ‘Made in Japan’, de 1980. A minha primeira tatuagem eu fiz em 1999. Sou fanático pelos desenhos do Eddie, o mascote da banda”, resumiu.

Segundo Motolo, não é necessário esconder seu passado para “levar a palavra de Deus às pessoas que não estão preocupadas com isso”.

“Me transformei em pastor em 2005, quando tive uma visão de uma bola de fogo com o sol de meio-dia. Eu era ateu e, a partir daí, passei a pregar a palavra de Deus”, testemunha o pastor.

Numa entrevista ao G1 em 2009, o pastor disse que é preciso saber separar gosto para música e/ou cultura da fé: “O interessante é você saber diferenciar cultura de religião. Se a pessoa é evangélica e toca numa banda de rock, ela não precisa parar de tocar. Mesmo que [a banda] fale de Satã. Aquilo é a profissão dela, lá ela é empregada”.

Assista ao testemunho do pastor Marcos Motolo:

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário