.: TRADUZIR O BLOG PARA :.
.....
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
.

Seguidores

28 de set de 2013

Ex-agnóstico, jornalista do The New York Times conta seu testemunho de conversão e relata como se tornou um “defensor de Deus”

 

O escritor Eric Metaxas, autor de best-sellers e jornalista do jornal The New York Times, gravou recentemente um testemunho sobre sua conversão ao evangelho, contando como deixou de ser um agnóstico e se tornou um “defensor de Deus”, como ele agora se autodeclara.

Metaxas conta que, antes de sua conversão, cultivava seu próprio conjunto de crenças e convicções sobre a vida e a religião. Segundo o The Christian Post, ele revela que após frequentar a Universidade de Yale, onde se graduou, criou uma representação figurada para explicar o sentido da vida, na qual se baseava.

- Há um lago congelado, e enquanto o gelo no lago representa a mente consciente, a água sob o gelo representa a mente inconsciente com um inconsciente coletivo – descreve o escritor, ilustrando sua antiga concepção de todas as religiões tinham o mesmo fim e de que ele estava próximo de perfurar esse gelo (a mente consciente) de maneira a alcançar o consciente coletivo, através da sua ideia literária.

- Eu estava como se estivesse perdido no mar, eu não tinha ideia do que eu acreditava, ou quem eu era – concluiu, sobre aquilo no qual acreditava.

Porém, ele revela que sua conversão se deu depois de um sonho, no qual ele afirma que Deus falou com ele usando a mesma metáfora que ele usava para explicar o sentido da vida.

- No sonho, eu estou no Lago Candlewood em Danbury, Connecticut (leste dos EUA), pescando no gelo no meio do inverno. Havia um peixe furando o gelo, tentando colocar seu focinho para fora. Se vocês pescam no gelo, sabem que isso nunca acontece. Eu estendi a mão para segurar o peixe. A luz do sol era tão brilhante que eu enxerguei apenas um lado do peixe, onde não aparecia o bronze, e sim o ouro, e de repente eu percebo, que eu estou segurando a vida, um peixe dourado – explicou, contando ainda que ao acordar percebeu que Deus estava falando com ele através de um “vocabulário secreto” em seu coração.

- Deus me disse ‘Eric, você queria tocar na água inerte, este inconsciente coletivo, mas eu tenho algo a mais para você, eu tenho meu filho, Jesus Cristo, o filho de Deus, seu Salvador – afirma Metaxas, afirmando que Deus operou em sua vida através de um simples pensamento seu.

Antes um defensor de uma “fé cega”, e que evitava o contato com cristãos ele conta que se tornou um cristão após descobrir que o significado desse sonho é que ele havia aceitado Jesus, algo que ele nunca havia pensado em fazer.

- Não há tal coisa como fé cega, isto é algo que possui uma interpretação errada, pois a fé só pode ser fé dentro daquilo que é real – explica Metaxas.

- Não há dúvida, em retrospecto, que Deus é real e eu gostaria de ter descoberto isto mais cedo – finaliza.

Por Dan Martins, para o Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário