.: TRADUZIR O BLOG PARA :.
.....
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
.

Seguidores

21 de set de 2012

Bispo da Universal “entrevista” demônio para provar que igreja não visa lucros

 

O bispo Adilson Silva usou uma sessão de libertação para tentar provar que a ideia de que a Igreja Universal do Reino de Deus visa lucrar com os dízimos dos fiéis é falsa.

Em um culto em um dos templos da Universal  ele “entrevista” um demônio que supostamente espalha idéias de que a denominação é uma empresa e existe para gerar lucros e tirar dinheiro dos fiéis.

Silva resolve então fazer um “desafio”. Ele dá o microfone na mão da pessoa e diz: “se nós somos uma farsa, se o bispo Macedo é um bandido, se eu sou mais um ladrão, se nós somos tudo que você faz as pessoas pensarem que nós somos, você vai falar para as pessoas agora a respeito disso”. E deu a ordem: “ou você conta os podres, ou você fica de joelhos”.

O homem então cai de joelhos e a multidão de fiéis presente aplaude a cena.

O vídeo foi postado no blog de Edir Macedo com o nome “A verdade fica de pé”.

Não é a primeira vez que a Universal entrevista demônios que passam recados específicos durante sessões de libertação.

Em fevereiro deste ano a Universal divulgou um vídeo no You Tube em que conversa com uma pessoa que dá sinais de estar possessa por um espírito maligno.

Na “conversa”, o “demônio” afirma ser da Igreja Mundial do Poder de Deus, de Valdemiro Santiago e diz que os que participam da igreja estariam em pecado.

Na época, a Veja publicou que isso foi mais um episódio da ‘guerra’ entre a Igreja Universal do Reino de Deus e a Igreja Mundial,  e teria sido produzida por meio de manipulação.

Valdemiro, que já fez parte dos quadros da Universal, vem promovendo intenso crescimento de sua denominação. Com fiéis e até pastores migrando para a nova denominação, a igreja de Edir Macedo sentiu o abalo, chegando a registrar a diminuição no número de frequentadores.

Veja o vídeo:

 

Por Jussara Teixeira para o Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário